23 de jan de 2013

A HUMILDADE, OBEDIÊNCIA E GRANDE AMOR DO NOSSO SENHOR JESUS!


Paz e graça a todos! Hoje eu estava meditando na letra da música cantada pelo ministério Toque no Altar, e refletia sobre duas partes distintas, em duas estrofes:

“...humilde vieste à terra que criaste e por amor pobre se fez...”

Como temos que aprender a sermos humildes! Estamos mesmo dispostos a seguir os passos do mestre Jesus? Qual a ordem de prioridade na nossa vida? O quanto o ser humano, nosso próximo, é importante para nós? Você estaria disposto a deixar tudo o que é seu por amor a alguém? Que Deus nos abençoe e nos ensine a cada dia, sermos pessoas melhores!  


Filipenses 2:5-8

De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,

Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus,

Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;

E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.


“Eu nunca saberei o preço dos meus pecados lá na cruz...”

Isaías 53:2-7

Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos.

Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum.

Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.

Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos.

Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca.

Obrigado meu Deus, pelo teu grande amor a nós dispensado! Nos dê visão do teu grande amor, e que possamos ser sempre gratos, doando-nos a ti, como gratidão por teres pagado a nossa tão grande dívida, levando sobre si os nossos pecados lá na cruz! amém!

                                                                                                                                         Geoffrey

Nenhum comentário: